Gente feia!

EM: 11 de setembro de 2016

 

Como tem gente feia nesse mundo! Sério, é de assustar. Ontem mesmo, ao segurar a porta do elevador para uma garota, não ouvi nenhum “muito obrigada” nem ao menos um simples sorriso. Feia! No ônibus, dia desses, um adolescente, além de não se levantar para que uma idosa pudesse sentar, falou: “Sua velha folgada, velhice não é doença. Senta no chão”. A senhora, acostumada com bons modos e digna o suficiente para não enviar o feioso para a mãe que lhe trouxera à luz, disse somente um: “Malcriado!”.

Algumas revistas têm noticiado casos de “celebridades” sendo grosseiras com funcionários de companhias aéreas, garçons e tantos outros trabalhadores simples, porém não menos humanos (ouso dizer que não raro, são estes muito mais!). Celebridades estilo “capas de revista”, mas tão prepotentes, arrogantes, superficiais e egocêntricas que a beleza simplesmente cai por terra. Belezas efêmeras ensimesmadas por egos inflados e corações vazios. É de uma feiura que dá dó.

Certa vez vi uma senhora, sobrevivente de um acidente de carro em que perdera uma filha, ajudando outras pessoas a buscar dentro de si forças suficientes para seguir em frente. Ela tinha o rosto queimado, sua beleza física tinha ido embora, mas como era linda! Ela tem uma beleza especial, que não gera inveja, mas admiração. Não dá ibope, mas faz a diferença na sociedade. Não anda em passarelas, mas nos ensina o que é ser realmente uma pessoa bonita. O caso da atleta que parou para ajudar sua concorrente durante uma prova na Rio 2016 também é um verdadeiro exemplo de beleza.

Temos que ensinar aos nossos filhos que ser bonito ou bonita é respeitar as diferenças, cuidar do ser humano, ser solidário, ajudar as pessoas em suas necessidades, levantar-se para que um idoso possa se sentar, abrir portas, e tantas outras manifestações de carinho e respeito.

Essa é a beleza que quero cultivar em meus filhos.

Tags

Categorias


  • Rafael Bohlke

    Na condição de ‘pai fresco’ espero conseguir fomentar o mesmo com minha filha. Essa é uma das minhas maiores preocupações.

Viverno digital

Loading...