Palavrão

EM: 27 de fevereiro de 2017

Minha avó era uma senhora muito tradicional, religiosa, cheia de princípios. Ninguém podia falar palavrão na casa dela. Se algum filho transgredisse a regra, certamente levaria umas varadas no traseiro.

Ela sempre repetia: “Não pode falar palavrão, nunca fale palavrão.”

O filho menor, só obedecia: “Tá bom mãe, tá bom. Nunca vou falar”.

Certo dia os irmãos estavam provocando tanto o caçula que ele explodiu:

“Palavrão, palavrão, palavrão!!” E saiu correndo para não apanhar da mãe.

A história é lembrada até hoje na família.

Crianças pequenas não compreendem o significado de muitas palavras, principalmente os palavrões. Então, quando seu filho aprender um novo na escolinha e vir falando em casa, nada de pânico! Basta orientar, pois eles aprendem rápido. Você também deve explicar o significado de uma forma simples, ao alcance da compreensão de seu filho, assim ele não passará como ingênuo caso alguém o provoque. Não é necessário colocar de castigo, basta explicar que em sua família vocês evitam.

Mas atenção: não diga que vocês jamais falam um palavrão, pois se um dia você estiver lavando uma taça e ela escorregar de sua mão e quebrar, talvez você diga um “que bossa” ou algo parecido! Então vai ser mais fácil explicar que o palavrão tem hora e lugar para ser dito.

Related Post

Tags

Categorias


Viverno digital

Loading...