Posso segurar a cachorrinha?

EM: 29 de maio de 2017

Era uma tarde ensolarada e eu passeava com nossa cachorrinha pelo condomínio. A cena clássica: um homenzarrão com um saquinho plástico no bolso sendo puxado pela guia por um animalzinho do tamanho de uma pantufa. Apesar da graça é fundamental ser responsável com os bichinhos que precisam de contato com a natureza (grama) e de ar livre. Todos os dias. Nesse dia um menino se aproximou correndo e me perguntou: “Posso segurar a cachorrinha? Qual o nome dela?”. Permissões e informações dadas, o menino de oito anos se abaixou, pegou a Sissi no colo e lhe fez carinhos. Não durou muito, pois cheirar e correr por tudo era mais interessante que um colo naquele momento.

O Mateus sentou-se ao meu lado e disse: “muito legal ela, quando eu crescer vou ter um desses”. E ficamos ali conversando sobre escola, amigos, videogame e cachorrinhos. Um menino cuja educação despertou em mim o meu melhor e nossa conversa foi muito amigável. Ao me despedir, pedi que dissesse aos pais que eu admirei muito sua inteligência e educação. O menino sorriu e foi embora pulando ora num pé ora no outro, como eu também fazia nessa idade.

O respeito, educação e gentileza demonstrados por ele deveriam ser comuns entre as crianças, mas sabemos que não é. Crianças mal educadas, desrespeitosas e agressivas não despertam o melhor das pessoas, mas broncas, mau humor e afastamento. E aprendizados  importantes construídos nas interações com os adultos não são realizados.

Ensine seu filho a ser solidário, gentil e atencioso, pois isso o ajudará a se relacionar melhor e a se beneficiar dos contatos com adultos. Claro, sem ser um “banana”, pois esse oposto é tão ruim quanto ser mal educado.

Esta foi a cena 4. Cada domingo veremos uma cena em que um princípio de educação de crianças será evidenciado. São situações reais que anoto em um arquivo especial em meu celular e que podem servir de disparadores de reflexões importantes para ajudar os pais na difícil e linda tarefa de criar filhos com sabedoria. Boa leitura e boas reflexões!

Tags

Categorias


Viverno digital

Loading...