Música de qualidade tem que ser ensinada!

EM: 25 de junho de 2017

Conversei com um professor de música que me relatou uma cena muito hilária! Ao cantar acompanhado de seu violão, uma menina na sala de aula disse: “Uau, sua voz é parecida com a do Chico Buarque”. Gente, se uma menina de 9 anos reconhece Chico Buarque é porque em sua casa ouve-se muito mais que as mesmices de sempre que as rádios tocam. Se você curte, não tem problema, mas que tal apresentar a seus filhos outros tipos de música? Chico, Marisa Monte, Donavon, Simon e Garfunkel, Bach e a riqueza da diversidade.

A neurociência chama de “janelas de oportunidade” o período na vida de uma pessoa em que o desenvolvimento do cérebro é maior se apresentado a determinado estímulo. A janela da música é de 4 a 11 anos de idade. Claro que é possível aprender música depois dessa idade, mas não será com a mesma facilidade e o cérebro não se reestrutura de forma tão completa. No caso da música, a criança que aprender dentro do período de 4 a 11 terá muita facilidade no futuro em projetar figuras planas a partir do tridimensional, ideal para engenheiros e arquitetos.

O ideal é começar a aprender um instrumento, mas se não for possível, com certeza dá pra melhorar o repertório do que se ouve, não é?

Presenteie seu filho ouvindo em casa um Bach, depois a Marisa Monte, tudo da Palavra Cantada e, por fim, a que você realmente curte, pois é na multiplicidade de estilos que seu filho poderá ser beneficiado.

 

Esta foi a cena 8. Cada domingo veremos uma cena em que um princípio de educação de crianças será evidenciado. São situações reais que anoto em um arquivo especial em meu celular e que podem servir de disparadores de reflexões importantes para ajudar os pais na difícil e linda tarefa de criar filhos com sabedoria. Boa leitura e boas reflexões!

Tags

Categorias


Viverno digital

Loading...